Psicologia Comportamental

O Comportamentalismo (ou "Behaviorismo") é uma teoria que observa os comportamentos dos animais, e, partindo do empirismo, os interpreta como aprendidos / condicionados. Os psicólogos comportamentalistas estudam somente o comportamento e ignoram os processos “mentais”, pois havia uma tentativa de tornar a psicologia como uma ciência e o rigor positivista exigia estudo de objetos mensuráveis.

Comportamentos Aprendidos (Condicionados)
O termo aprendizagem é classificado como uma mudança relativamente duradoura no comportamento, induzida pela experiência.

Comportamentos Inatos (Instintivos)
Os comportamentos que não são aprendidos, para a teoria behaviorista, são os inatos/instintivos, são comportamentos que não demandam treinamento específico, Por exemplo: sorrir e chorar.

Condicionamento Clássico (Respondente)
Um estímulo que produz uma resposta (ex.: comida -> salivação) é associado à um estímulo neutro (que não produz resposta alguma, ex: sino), que com a freqüência da associação se torna estímulo condicionado gerando a resposta condicionada (portanto, o sino que antes não produzia nenhum comportamento, passa a incitar o comportamento de salivação por ter sido associado ao estímulo comida que já produzia a salivação)
O período entre o uso do estimulo neutro juntamente do que já produz uma resposta até que este se torne condicionado é chamado de treinamento de aquisição.

Condicionamento Operante (Instrumental)
Operantes são atos que as pessoas realizam comumente, como: andar, dançar, sorrir, beijar, escrever poesias, tomar cerveja, ver televisão, etc. O importante neste termo é que esses comportamentos são grandemente influenciados por suas conseqüências.

O condicionamento operante ocorre sempre que as conseqüências que seguem a um comportamento operante aumentam ou reduzem a probabilidade de que esse comportamento seja realizado em situação semelhante. Se um comportamento for acompanhado de resultados agradáveis para o sujeito, o ato tem probabilidade de ser realizado novamente em condições semelhantes. Se este for acompanhado de conseqüências desagradáveis, o comportamento tem probabilidade de ser repetido menos freqüentemente em circunstâncias correspondentes.

Neste caso utilizam-se o: reforço (que pode ou trazer algo agradável para uma pessoa ou lhe poupar de algo ruim), e a punição (que pode ou trazer algo desagradável ou privar a pessoa de uma situação agradável). O reforço é utilizado para que o comportamento seja reforçado (repetido) e a punição é utilizada para que o comportamento cesse.

Sobre as citações

As citações expostas nesta página têm por único objetivo promover e difundir valores culturais e conhecimento, muitas pessoas não teriam acesso de outra maneira a este tesouro cultural pertencente a toda humanidade. De nenhuma maneira se pretende obter algum benefício financeiros por meio disto, e se algum autor ou compositor, representante legal ou contenedor de direitos considera que a exposição de algum material em particular afeta seus direitos de autor, peço que comunique a fim de proceder a remover qualquer link, obrigado.

Facebook