Traumas Segundo a Psicanálise

Os traumas vivenciados, eventos e situações de grande impacto, são logo reprimidos por motivo de defesa interna do ego. Quando vivenciamos situações desagradáveis que impedem o fluir de nossos sentimentos (entrar e sair), seja por uma questão cultural de moralidade ou por nossa própria vaidade, o sentimento fica então estrangulado, preso - sem saída.

Mas esse sentimento terá de sair e quer saír de alguma forma, causando a somatização do trauma, que é translocado em neuroses de defesa. As mais comuns são: a regressão, a elaboração secundária, a projeção. A "cura" desses traumas e seus sintomas físicos (as diferentes manifestações no corpo), de acordo com a psicanálise freudiana se dão por meio da lembrança e vivência visceral do evento traumático (através de associações de elementos do inconsciente), expulsando do corpo e da consciência o sentimento e a idéia traumática.

A teoria psicanalítica foi se desenvolvendo pelo método associativo, tal como seu uso clínico.. com grande frequencia, os psicanalistas preocupam-se em interpretar e associar fatos, focados nas defesas inconscientes das pessoas analisadas. A interpretação é sempre particular, suas análises dos outros são meros reflexos das análises não feitas de si mesmos, possivelmente curando "pacientes" e o "terapeuta" em conjunto.

0 comentarios:

Postar um comentário

Sobre as citações

As citações expostas nesta página têm por único objetivo promover e difundir valores culturais e conhecimento, muitas pessoas não teriam acesso de outra maneira a este tesouro cultural pertencente a toda humanidade. De nenhuma maneira se pretende obter algum benefício financeiros por meio disto, e se algum autor ou compositor, representante legal ou contenedor de direitos considera que a exposição de algum material em particular afeta seus direitos de autor, peço que comunique a fim de proceder a remover qualquer link, obrigado.

Facebook