Atividade de Leitura e Produção de Textos

Sugestão de atividade educativa para jovens, trabalhando leitura e criatividade na produção de textos, envolvendo o trabalho individual e coletivo. A proposta pode ser adaptada de acordo com a realidade dos jovens e os conhecimentos do educador. 

Material:
Textos curtos, poesias, folhas em branco, canetas.

Para as produções (opcional):
Cartões pequenos, canetinha, computador, camisetas, tinta para tecido.


Atividade:
  • Espalhar pelo local algumas poesias ou textos curtos de autores diferenciados, quanto mais textos melhor pois o jovem terá mais opções, é interessante utilizar autores e formatos diferenciados, pode-se também trabalhar um autor específico traçando brevemente sua cronologia e depois apresentando seus textos. Para cada texto distribua três ou quatro cópias para depois possibilitar atividades em grupo. Os textos podem estar dispostos em cartolinas coladas nas paredes, em folhas espalhadas nas carteiras ou dispostos no chão, pendurados em varais ou de outras maneiras que o educador achar conveniente. Pode-se utilizar histórias em quadrinho ou fragmentos de livros também, use a criatividade.

  • Sugira aos jovens que caminhem pela sala observando os textos, podendo escolher um texto que se identificou, para fazer a leitura silenciosa. Após a leitura, cada jovem será convidado a produzir um texto, frase, poesia ou ideia com base no texto escolhido, para isso disponha no local folhas e canetas para uso coletivo. Aguarde um tempo para que eles possam produzir com tranquilidade, é importante respeitar o tempo de cada um. 

  • Proponha a eles que formem grupos com colegas que escolheram textos parecidos, possibilitando grupos pequenos de até quatro jovens cada. Em conjunto, eles vão dialogar sobre as diferentes interpretações que cada um teve do texto, onde podemos refletir sobre a ideia que do mesmo objeto ou fato cada pessoa tem uma interpretação particular diferenciada e que a interpretação recria o objeto a seu modo.

  • Com os grupos formados, o educador sugere que a cada grupo fazer uma criação coletiva, mostrando possibilidades e abrindo espaço para outras que surgirem, podendo ser um texto, uma poesia, etc. Essa criação será finalizada numa produção que poderá ser um cartão, um livreto, uma camiseta personalizada ou quaisquer outras que surgirem. A produção é algo que eles podem guardar para si ou presentear alguma pessoa, é uma maneira de materializar o conhecimento dialogado e produzido.

  • Essa atividade incentiva a leitura e a produção criativa de textos, onde o jovem se posiciona inicialmente com sua interpretação e posteriormente produzindo algo a sua maneira, tendo diálogo com o ponto de vista de outro autor, com sua interpretação e a interpretação dos colegas por meio da leitura e reflexão, se colocando por meio da produção.

Bruno Carrasco, 2013.


SUGESTÃO DE TEXTOS E POESIAS


Esclareci varios enigmas em mil dias
adormeço refletindo lentamente
Veredas abreflecham
o ferrugem detergente do cerebro escravo
raiz de mel incendiada na fronte.

(Glauber Rocha)

______________________________________________


Quando eu nasci,
Um anjo torto, um anjo solto, um anjo louco
Veio ler a minha mão!
Não era um anjo barroco, era um anjo muito solto
Louco, louco, muito doido, com asas de avião
E eis que o anjo me disse apertando a minha mão
Entre um sorriso de dentes:
"-Vai bicho, desafinar o coro dos contentes".

(Jards Macalé)


______________________________________________


Merda é veneno.
No entanto, não há nada
que seja mais bonito
que uma bela cagada.
Cagam ricos, cagam pobres,
cagam reis e cagam fadas.
Não há merda que se compare
à bosta da pessoa amada.

(Paulo Leminski)


______________________________________________


A noite cai no dia
cai em si
é dia

O dia sai da noite
sai de si
é noite

(Ronald Polito)


______________________________________________


Quando estou longe
Quero ficar perto

Quando estou perto
Quero ficar dentro

Quando estou dentro
Quero ficar mudo

Quando estou mudo
Quero dizer tudo

(Itamar Assumpção)


______________________________________________


Quero ser o riso e o dente
Quero ser o dente e a faca
Quero ser a faca e o corte
Em um só beijo vermelho
Eu sou a raiva e a vacina
Procura de pecado e conselho
Espaço entre a dor e o consolo
A briga entre a luz e o espelho

Fiz meu berço na viração
Eu só descanso na tempestade
Só adormeço no furacão

(Tom Zé)


______________________________________________


O poeta é um fingidor
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.

E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração.

(Fernando Pessoa)


______________________________________________


Lembrar de esquecer
Esquecer de lembrar
Cansar de dormir
Dormir descansar
Sorrir de doer
Doer de sangrar
Sangrar de morrer
Morrer de lembrar
Lembrar de esquecer
Esquecer de lembrar
Cansar de dormir
Dormir descansar

(Walter Franco)


______________________________________________


      nunca cometo o mesmo erro
duas vezes
     já cometo duas três
quatro cinco seis
     até esse erro aprender
que só o erro tem vez

(Paulo Leminski)

0 comentarios:

Postar um comentário

Sobre as citações

As citações expostas nesta página têm por único objetivo promover e difundir valores culturais e conhecimento, muitas pessoas não teriam acesso de outra maneira a este tesouro cultural pertencente a toda humanidade. De nenhuma maneira se pretende obter algum benefício financeiros por meio disto, e se algum autor ou compositor, representante legal ou contenedor de direitos considera que a exposição de algum material em particular afeta seus direitos de autor, peço que comunique a fim de proceder a remover qualquer link, obrigado.

Facebook