Início de atividades em Filosofia

Sugestão de uma primeira atividade em filosofia focada para o 1º ano do Ensino Médio:

Conhecer a turma, seus conhecimentos prévios e expectativas

Pedir para que cada um se apresente de maneira informal e que cada um comente o que entende por filosofia e suas expectativas com os futuros diálogos em filosofia. Enquanto eles vão comentando é interessante ir marcando num papel ou no quadro, que pode ser dividindo em três partes, mapeando o perfil de cada jovem (o que gosta de fazer, de onde vem, atividades que gosta de fazer ou trabalho), a visão de cada um de filosofia (do que é filosofia) e suas expectativas com relação aos encontros.


Apresentar diferentes pontos de vista do que pode ser "Filosofia"

Apresentar diferentes pontos de vista da concepção do termo “filosofia”, tanto por filósofos como também por artistas e pessoas diversas. Podendo ser apresentado em cartões dispostos em volta da sala, em pequenos textos distribuídos pela sala onde cada jovem escolhe o que mais te interessa ou que acredita fazer mais sentido. É importante que o material seja disposto de maneira fácil para manuseio, com frases curtas e diretas, sem textos longos ou densos, para o início.


Construir em diálogo o que cada um entende por filosofia e apresentar os conteúdos

Após a construção por meio de diálogo do que cada um entende por filosofia, apresento os conteúdos que podemos trabalhar durante o ano letivo, e converso com eles sobre o que eles acham das possibilidades e peço sugestões para costurar em conjunto o programa de aula, inclusive como serão feitas as avaliações, que penso eu realizar avaliações contínuas.


Procedimento didático

Para trabalhar atividades educativas em filosofia, sugere-se relacionar os conteúdos (temas) filosóficos com a realidade dos educandos, com transmissão de conteúdos e diálogos com referências de vivências cotidianas, que não precisam ser necessariamente sequenciais, mas de acordo com as necessidades percebidas nos educandos em cada momento.


Atitudes em filosofia da Proposta Curricular do Ensino Médio de Minas Gerais
  • Perceber: observar e interpretar o vivenciado;
  • Problematizar: atitude de questionamento, duvidar o óbvio;
  • Refletir: quando o pensar sobre uma coisa volta-se ao sujeito;
  • Conceituar: produzir, criar palavras e conceitos, sintetizar a experiência;
  • Argumentar: capacidade de defender uma posição, seu ponto de vista, sustentando suas razões.
Ensino de filosofia: desenvolver um pensamento autônomo e crítico, com ampliação do horizonte cultural do estudante, de modo que este se posicione diante do mundo, fazendo sentido para sua vida.


Pontos a serem desenvolvidos
  • Formação crítica;
  • Educação para a cidadania;
  • Humanização do ser humano;
  • Consciência autônoma;
  • Estado de direito (cidade justa);
  • Trabalhar simultaneamente prática e teórica;

Possibilidades para se trabalhar com Filosofia
  • Diversas concepções de filosofia;
  • Mitos, Religiões, Ciência (maneiras de conhecer o mundo);
  • Natureza e cultura (homem X animal);
  • Ideologia e Alienação;
  • Dialética e argumentação;
  • As diferentes concepções da verdade;
  • Senso comum, ciência e consciência crítica;
  • Reflexão crítica de algum assunto socialmente relevante (atividade - exercício);
  • Estética, arte, valores;
  • Alguns filósofos importantes: Pitágoras, Heráclito, Sócrates, Platão, Aristóteles, Descartes, Hume, Darwin, Kant, Marx, Nietzsche, Foucault, Deleuze, entre outros. Breve apresentação e incentivo a pesquisa individual ou coletiva sobre cada um deles;
  • Meios de (in)comunicação X Meios de informação;
  • O uso da internet para mudança social;
  • Ética, moral, costumes;
  • Política: capitalismo, comunismo, anarquia.
  • Globalização e economia mundial;
  • Autonomia e liberdade.

Princípios norteadores
  • Respeito a liberdade de pensamento;
  • Liberdade do professor diante do que o programa propõe;
  • Acolhimento de diferenças culturais, religiosas, de gênero ou outras;

Avaliação

A avaliação será realizada no decorrer dos encontros, levando em consideração:
  • A capacidade de pensamento crítico e argumentação de cada um;
  • Autonomia de pensamento, diferentes referências;
  • Avaliação do empenho e desempenho de cada estudante pelo educador;
  • Auto-avaliação do estudante por si mesmo;
  • Avaliação da atividade do educador, pelo ponto de vista do estudante.

Materiais de referência

Sugestões de textos, filmes, obras de arte:
  • Letra de Música: A Grande Liquidação, Tom Zé;
  • Filmes: Matrix, A Onda, 
  • Poema: O Essencial é Saber Ver, Alberto Caeiro;
  • Poema: Nada é Impossível de Mudar, Bertold Brecht;
  • Internet: Diário de Classe, Isadora Faber;
  • Texto: Amala e Kamala, as meninas-lobo;
  • Texto: Ritos Corporais entre os Sonacirema;
  • Texto: Se os tubarões fossem homens, Bertold Brecht;
  • Entrevista: Márcia Tiburi no programa Provocações (TV Cultura);
  • Livro: Convite a Filosofia, Marilena Chauí;
  • Livro: Os Meios São As Massa-Gens, Marshal McLuhan;
  • Facebook: www.facebook.com/fil.academica
  • Filósofos - Vida e Obra - www.filsofos-vidaeobra.blogspot.com.br
  • Mundo dos Filósofos - www.mundodosfilosofos.com.br

Referências diversas da concepção do termo “filosofia”

“A Filosofia pode proporcionar crescimento pessoal e psíquico, em termos de uma maior capacidade de auto-compreensão e expressão e, ainda, levar ao desenvolvimento de uma consciência crítica e autônoma.”
(CBC - Filosofia)

“A verdadeira filosofia é reaprender a ver o mundo”
(Merleau-Ponty)

“Filosofia é o estudo de problemas fundamentais relacionados à existência, ao conhecimento, à verdade, aos valores morais e estéticos, à mente e à linguagem.”
(Wikipedia)

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook