disco "corporais" (bruno nobru)

o disco corporais é fruto dum processo de expressões sonoras feitas por bruno nobru, utilizando instrumentos como extensão do corpo, mesclando criações e improvisos, seguindo com o momento.. o resultado exprime movimentos corporais em forma de som..

concebendo a arte e os instrumentos como extensões e reflexos do corpo, as sonoridades seguem aleatoriamente, numa prática de incentivo a liberdade, onde cada música acontece como um órgão solto, com sua maneira própria de funcionamento.. as notas fluem como células, cada qual com seu ritmo interno

a criação é resultante das relações entre o corpo-interno e o corpo-instrumento, dispensando padrões teóricos ou estéticos.


escutar:  Bandcamp  |  ONErpm  |  Grooveshark  |  Mixcloud  |  PureVolume
download:  Internet Archive  |  Last.fm  |  Google Drive  |  MediaFire  |  4Shared
infos:  bruno nobru  |  facebook nobru

créditos:
  • todas as faixas foram gravadas no ano de 2011, algumas sobrepostas (gravação sobre gravação), com bruno nobru no violão, viola caipira e voz, e outras com intervenções de músicos convidados: George Christian (violão em "se fazendo em corpo"), Éderson Brandão (voz em "sol"), Anderson Alarça (bateria em "ritual sanico"), Acido Francis (violão em "onon"), Sandro Nogueira (guitarra e voz em "deixe o som ir").
  • as faixas "meristema apical", "sol", "ritual sanico", "onon", "canto idaltu" e "deixe o som ir" foram gravadas e editadas no Estúdio Toledo & Toledo.
  • as faixas "planctons", "algo que pode ser", "ainda hoje" e "se fazendo em corpo" foram gravações caseiras, feitas por bruno nobru.
  • Ácido Francis cuidou da edição sonora de "planctons" e "ainda hoje".
  • George Christian gravou parte da música "se fazendo em corpo", e fez sua edição sonora.
  • a foto da capa foi feita pelo Fabiano Silva com intervenções digitais por bruno nobru.

0 comentarios:

Postar um comentário

Sobre as citações

As citações expostas nesta página têm por único objetivo promover e difundir valores culturais e conhecimento, muitas pessoas não teriam acesso de outra maneira a este tesouro cultural pertencente a toda humanidade. De nenhuma maneira se pretende obter algum benefício financeiros por meio disto, e se algum autor ou compositor, representante legal ou contenedor de direitos considera que a exposição de algum material em particular afeta seus direitos de autor, peço que comunique a fim de proceder a remover qualquer link, obrigado.

Facebook