Parentes que cuidam da sua vida

O contato que temos com nossos parentes pode ser muito positivo e nos fazer quando a relação é saudável, quando há sentimento de amizade e cada um respeita a individualidade e as escolhas do outro. Porém nem sempre acontece dessa maneira, há muitos casos onde os parentes resolvem cuidar da vida uns dos outros, e acabam por gerar uma sensação de sufoco e pressão.

Quando um parente resolve cuidar da sua vida, a relação começa a se tornar desagradável, ele fica perguntando coisas no sentido de especular o que a pessoa está fazendo, agregando palavras de ordem do que deveria estar fazendo e de como quer que o outro faça as coisas, como se tivesse o papel de orientar e guiar todo o tempo.

Neste caso a relação não é amigável e deixa de ser saudável para se tornar um peso para o que fiscaliza, e outro muito maior ao que é fiscalizado. Um julga o outro partindo do seu ponto de vista, dizendo o que deve fazer, sendo que cada um tem uma maneira de conceber o mundo e a vida. Os valores e aspirações se diferem entre as pessoas e entre os parentes também.

O papel da família, inicialmente, é de cuidar dos mais novos, mas esse cuidado não significa dizer como deve fazer as coisas, mas orientar para a vida, permitindo e incentivando para que a pessoa faca escolhas, e que tenha a consciência que se torna responsável pelas escolhas que faz, e quando a pessoa cresce se torna independente e escolhe a vida que leva. Porém muitos parentes não percebem que os filhos, sobrinhos, primos e netos já cresceram, e pensam neles como se ainda fossem crianças e indefesas, dessa maneira inferiorizam eles e lhes obrigam a um papel de dependência, seja pelo medo ou por carência.

Passam a cuidar deles excessivamente, como se fosse uma obrigação, seja deles consigo mesmos ou por conta de uma coercao externa (religião, amigos ou outros parentes pressionando). Essa obcessao por dizer ao outro o que ele deve fazer é doentio, porque alimenta uma relação de dependência, e não quer admitir para si mesmo que a pessoa já cresceu, é responsável, tem sua vida e suas escolhas.

Outra atitude doentia acontece quando os parentes julgam os outros da maneira que desejam e do que e mais conveniente para eles, para que se sintam superiores e então no direito de dizer o que o outro deve fazer. Isso é ridículo porque o outro é outra pessoa, escolhe seus caminhos de sua maneira, com seus valores. Cada um faz sua vida a seu modo e desconsiderar isso é uma grande falta de respeito.

Alguns te cobram por coisas que esperam de você, por egoísmo das expectativas que criaram, alimentaram e depositaram em você, e isso pode não ter relação nenhuma com o que você é ou está sendo, é uma idealização de quem te solicita. Neste momento, o que os parentes precisam é compreender que as pessoas crescem e se tornam indivíduos independentes, portanto podem escolher sua vida a seu modo e se responsabilizam por suas escolhas, e que cada escolha é particular e deve ser respeitada.

Não é por ser parente que a pessoa tem o direito de dizer o que deve fazer da vida e como fazer, cada um tem de respeitar a individualidade do outro e só dar suas opiniões quando for solicitado para isso. Não é por ser parente que a pessoa tem o direito de falar em seu nome perante os outros, ninguém tem o direito de falar em nome de outra pessoa.

Para que isso se resolva, cada um de nós precisa reinvindicar e deixar claro aos que a amizade entre parentes é positiva e não deve ser sinônimo de posse, que cada um de nós tem a sua maneira de conceber a vida e fazemos nossas escolhas, e que as escolhas são responsabilidades de cada um, e que carinho não é uma obrigação, e não deixamos de sentir gratidão pelas pessoas que nos orientaram e nos ajudaram quando éramos mais novos só porque crescemos, mas preferimos nos relacionar de maneira respeitosa.

0 comentarios:

Postar um comentário

Sobre as citações

As citações expostas nesta página têm por único objetivo promover e difundir valores culturais e conhecimento, muitas pessoas não teriam acesso de outra maneira a este tesouro cultural pertencente a toda humanidade. De nenhuma maneira se pretende obter algum benefício financeiros por meio disto, e se algum autor ou compositor, representante legal ou contenedor de direitos considera que a exposição de algum material em particular afeta seus direitos de autor, peço que comunique a fim de proceder a remover qualquer link, obrigado.

Facebook